18 de jul de 2011

Resumo dos últimos dias


   Oi meninas, tudo bem? 
    Desculpem por estar ausente, mas a correria foi grande nesses últimos dias: fiz um curso para gestantes, meu marido fez uma cirurgia, fiz a primeira prova da pós graduação, fiz o chá de bebê para o meu filho e completei 7 meses de gestação… Ufa!
   Mas agora que as coisas estão entrando no eixo novamente, estou de volta para manter o contato com vocês (eba!). Estou com saudade deste nosso contato diário ou, pelo menos, semanal.
    Pretendo escrever detalhadamente um post sobre o curso para gestantes, do qual participei e achei bastante interessante, pois trata de assuntos importantes para todas as mamães e papais de primeira viagem conhecerem. Também vou fazer uma postagem com dicas para o chá de bebê para todas as mamães que estão preparando essa festinha tão marcante para nossas vidas de mãe, pois trata-se da primeira festa com o foco voltado para nossos filhotes e é muito boa essa sensação!
   Sobre a cirurgia do meu marido, foi tudo bem, graças a Deus, e ele já está se recuperando. Ele precisou colocar uma haste dentro do osso da tíbia (canela), pois tinha uma fratura de stress que não cicatrizava nunca, mas lesões fazem parte da vida de todo atleta. Depois da cirurgia dele fiquei um pouco preocupada com a anestesia raquidiana (raqui), a mesma que se faz nas cesáreas, pois ele fez essa anestesia (aquela injeção na coluna) e teve alguns efeitos colaterais na recuperação, tais como dificuldade para urinar e dor de cabeça por 7 dias seguidos, a chamada “cefaléia da raqui”. Fiquei pensando: “já foi difícil para ele que fez a cirurgia na perna, imagine para as mães que fazem cesárea e ainda tem um filho para cuidar, amamentar, sem poder se levantar, nem urinar normalmente (tem que colocar sonda), além do corte na barriga”.
   Por esse e outros motivos que que muito ganhar meu filho de parto normal, pode ser assustador para muitas mães, mas ainda acho menos assustador que a cesárea, que é uma cirurgia e não um procedimento natural. Porém, depende de muitas coisas para ganhar de parto normal o bebê: posição correta, dilatação, peso e tamanho, cordão umbilical não enrolado no pescoço, enfim… vou ter que esperar para ver e decidir pelo melhor para o meu filho, em primeiro lugar (mas torço pelo parto e, em ultimo caso, cesárea).
   Bom, agora que estou na terceira e ultima fase da gravidez, vou tentar me manter calma e tranquila para continuar tendo uma ótima gestação, pro meu João Lucas nascer da melhor forma possível.
   Beijos a todas e ótima semana lindonas!

Um comentário:

Oi! Seja bem vinda(o) para fazer seu comentário!