4 de ago de 2011

Curso de orientação à gestante

   Muitas pessoas podem achar que este tipo de curso é um daqueles “programas de índio” que evitamos fazer a todo o custo. Engana-se quem pensa assim e perde muito quem não se programa para fazer este curso durante a gestação.

   Em primeiro lugar, o curso traz amparo e segurança para todas as mães e pais, principalmente os de primeira viagem, pois esclarecem as duvidas e orientam  os pais sobre todo o processo de ter um filho, desde a gestação até a adaptação com a rotina dos bebês em casa.

   Em segundo lugar, as palestras ensinam, educam e explicam sobre como agir em todas as etapas deste processo. Aprendemos os cuidados necessários durante a gravidez, em seus diferentes trimestres, inclusive orientações alimentares. Também, conhecemos os detalhes do parto e da cesárea,  desde o processo de dilatação até o nascimento em si. Além de, é claro, ficar por dentro de todos os detalhes necessários para cuidar da melhor forma do nosso bebê: amamentação, banho, vacinas, visitas, cólicas, etc.

   Em terceiro lugar, o curso favorece o encontro com outras gravidas, para conversar, trocar experiências e “gastar” a nossa vontade de falar sobre o assunto que mais nos interessa: maternidade.

   Em quarto lugar, acreditem, é um ótimo programa para os papais se conscientizarem do importante e marcante processo pelo qual estão passando e entenderem qual seu papel de marido durante a gravidez e pós-parto e, consequentemente, seu papel de pai e protetor da família.

   A programação do curso que participei com meu marido (que para meu orgulho, adorou e participou de todas as noites com interesse), oferecido pelo Hospital São Vicente de Paulo, de Passo Fundo (minha cidade), incluiu os seguintes assuntos:

  • Mudanças psicológicas na gestação (psicóloga Rejane Piovesan)
  • Direitos da gestante (assistente social Elisete da Silve)
  • Crescimento e desenvolvimento fetal (médica obstetra Marisol Curti)
  • Parto normal e cesariana (médico obstetra José Osvaldo Drum)
  • Mala da maternidade (enfermeira Michele Crestani)
  • Banho do recém-nascido (enfermeira Patrícia Belitzki)
  • Cuidados com o recém-nascido na maternidade (médica pediatra Paula Cornélio)
  • Nutrição da gestante e nutriz (nutricionista Renata Vanz)
  • Amamentação (médico pediatra Claudio Coracini)
  • Teste da orelhinha (fonoaudióloga Lisiane Siqueira)
  • Anestesia e analgesia (médico anestesista Clovis Basso)
  • Vacinas dos recém-nascido e na gestante (enfermeira Mara Dill)
  • Shantala (fisioterapeuta Matias Luciano)
  • O recém-nascido em casa (médico pediatra Rui Wolf)
  • Visita na maternidade do hospital

   Esses assuntos foram oferecidos em duas semanas, das 19h às 21h, dividos em 6 noites.

   O aproveitamento do curso foi de 100%, tanto para mim, quanto para meu marido, e ambos saímos ganhando, preparados para cuidar do nosso bebê da melhor forma possível. Por isso, aconselho a todos os pais que esperam uma nova criança na família, mesmo que não seja o primeiro filho, que façam o curso, pois aprender nunca é demais, principalmente se estamos tratando do bem estar dos nossos filhos.

   Informe-se sobre cursos de orientação à gestante, oferecidos em sua cidade, para você e seu acompanhante se inscreverem, pesquisando na Internet ou lendo os anúncios nos jornais. Com certeza, vale a pena!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! Seja bem vinda(o) para fazer seu comentário!